A arte de ser bartender

O bartender é especializado em bebidas. Atualmente, os principais assuntos da atividade são centralizados pela International Bartenders Association (IBA), como uma espécie de classe internacional dos profissionais do ramo.

Para muitas pessoas, o barman pode ser uma companhia, um artista, ou simplesmente um profissional habilidoso. Qualquer que seja a sua compreensão sobre a atividade, é importante saber que nem tudo se resume a servir bebidas.

A diferença entre barman e bartender

Geralmente o barman é formado no curso de coqueteleira e trabalha segundo o perfil europeu, estão sempre vestidos de forma clássica, de terno e gravata e sabem fazer bons drinks. Trabalham em hotéis, restaurantes, navios e procuram conhecer o perfil de cada cliente para poder recomendar a melhor bebida. Um barman precisa sempre fazer novos cursos e se mantar atualizado sobre o cotidiano, assim consegue desenvolver melhores conversas com seus clientes.

Já os bartenders são divididos em duas categorias:

Atendentes – são jovens, trabalham em festas, baladas e eventos em geral. Os drinks não são muito elaborados, porém, isso facilita na agilidade de servir o público, uma ótima opção para lugares cheios e bebidas pré-definidas.

Bartender Free Style – também são  jovens como os atendentes, mas além de preparar drinks mais elaborados, eles fazem performances para entretenimento dos clientes, como mágica, apresentação com fogo (pirofagia) e flag, que são apresentações com tecido. Ao contrário do barman, os bartenders se vestem de uma forma mais descontraída e informal.

Tipo de barman

A Barman Clássico

O bartender clássico é uma espécie de sommelier de bebidas variadas. Ele sabe bastante sobre as características das bebidas e conhece muitas receitas, sabendo suas origens e principais curiosidades. Um bartender deste tipo com experiência, é capaz de criar suas próprias receitas, além de ter um grande cardápio em seu acervo mental. Em geral, vestem-se de maneira mais formal, e provavelmente é o tipo de profissional que James Bond escolheria para servir seu Dry Martini. Estes conhecedores do funcionamento geral de um bar costumam ser, também, responsáveis pela organização das bebidas em um estabelecimento.

Barman Freestyle

Este tipo de bartenteder, por sua vez, é aquele mais próximo de um show de malabarismo, mágica e – muitas vezes – até mesmo shows de fogos. Sua missão está menos relacionada ao conhecimento de um grande acervo de receitas e propriedades, e mais voltada para o entretenimento visual do público.

Código de ética

Talvez você não saiba, mas a IBA prevê uma série de valores que devem ser seguidos por todos os bartenders. É necessário, por exemplo, ser pontual, disposto, respeitoso e cordial com as pessoas, por exemplo. Além disso, é necessário ter a sensibilidade para saber sugerir drinks corretos para as pessoas, e não cometer atitudes pouco profissionais, como beber, fumar, mascar chicletes e comer durante o trabalho.

Limpeza e boa apresentação também são exigidos, para que as pessoas confiem no trabalho deste profissional. Ainda em relação à confiança e honestidade, um bartender deve sempre prezar por bebidas de boa procedência, nunca devendo enganar seus consumidores (como diminuir o tamanho da dose ao fazer um drink, por exemplo).

Como ser um bartender

Não há formação superior para bartender, porém se fosse indicar uma formação seria a de cursos de gastronomia para conhecer os alimentos, ter informações sobre nutrientes e também para ganhar habilidades de melhor servir as pessoas.

Para um profissional da área é necessário principalmente habilidades com as coqueteleiras, entendimento sobre o funcionamento dos eletrodomésticos e conhecimento sobre as melhores combinações da variedade de frutas e ingredientes. Todas essas habilidades farão a diferença para ser um profissional de sucesso. Ouvir os clientes, dar conselhos, entender os gostos dos turistas e saber quando parar de servir um cliente que já está com altas doses de álcool no corpo também são habilidades importantes para o bartender.

Tipos de drinks para bartenders

Classificação por modo de preparo

•Mexidos: são aqueles preparados no copo misturador (mixing glass). Normalmente são à base destilados, com bebidas de densidades semelhantes e não levam açúcar, sucos ou xaropes em sua mistura.

Montados: são aqueles preparados diretamente no copo onde serão servidos, por isso levam bebidas com densidades iguais e que se misturam facilmente.

•Batidos: são aqueles preparados na coqueteleira ou outro utensílio usado para bater o coquetel. Levam bebidas e ingredientes com densidades diferentes e que não se misturam facilmente.

Classificação por volume e tipo de bebida

•Short drinks: seu volume é, em média, 50 ml e são preparados com duas ou mais bebidas. Normalmente são servidos em copos old-fashioned ou taças de coquetel. São os drinks geralmente tomados como aperitivos.

•Long drinks: servidos em copos Highballs, long drinks são preparados com destilados, bitters, licores e, muitas vezes, misturados com sucos de frutas, refrigerantes e bebidas gaseificadas. Por levarem bastante gelo em seu preparo, tornam-se bem refrescantes. Dificilmente são servidos durantes as refeições.

•Hot drinks: são coqueteis quentes que levam ingredientes como chocolate, café e chás. Muito consumidos no inverno, em canecas especiais para drinks quentes conhecidas como Irish Coffee Glass (em tradução livre, copo de café irlandês).

•Frozen drinks: preparados com muito gelo, normalmente são feitos com o uso de liquidificador. Sua textura ideal deve ser cremosa e lisa, sem grandes fragmentos de gelo. Levam destilados, licores, sorvetes, leite condensado e demais ingredientes doces.

Classificação por finalidade

•Refrescantes: preparados com destilados, licores, bitters, refrigerantes, água ou outras bebidas gaseificadas, levam bastante gelo e geralmente são servidos fora do horário das refeições.

•Estimulantes de apetite: como o nome já diz, a finalidade desse tipo de drink é abrir ou estimular o apetite. Normalmente servidos antes das refeições, esses coqueteis normalmente têm sabores amargos ou ácidos, levando pouco açúcar em seu preparo. Podem ser feitos com destilados, bitters, licores, vermouths.

•Estimulantes físicos: recomendados para climas frios por provocarem a sensação de aumento da temperatura do corpo, esses drinks são compostos por destilados, café, chás, chocolates, especiarias, entre outros condimentos especiais.

Nutritivos: levam em seu preparo ingredientes calóricos, como ovos, cremes e frutas.

•Digestivos: por seu alto teor alcoólico, auxiliam o metabolismo dos alimentos no processo de digestão. Servidos após as refeições, são preparados com licores, destilados, cremes e bastante açúcar.

Grupos clássicos

•Cobblers: drinks preparados à base de uma bebida, que pode ser vinho, brandy ou whisky, e um adoçante – açúcar, um xarope ou um licor.

•Coollers: à base de sidra, refrigerante de gengibre ou outro refrigerante semelhante, açúcar, gelo e suco de limão. Normalmente são decorados com pedaços de frutas.

Crustados: servidos com a taça crustada (já ensinamos a técnica aqui!), são preparados à base de um destilado e levam suco de limão, curaçau, açúcar e gelo.

•Fizzes: à base de gim, brandy ou whisky, levam clara de ovo e gelo picado.

•Grogs: servidos flamejando, são feitos com brandy, rum ou whisky.

•Juleps: preparados com brandy, gim, rum, whisky ou espumante, levam também folhas de hortelã (sua marca registrada) e açúcar.

•Punches: servidos quentes ou frios, esses drinks podem ser preparados com vinhos, espumantes, champagnes, rum, brandy e outras bebidas mais suaves. Levam frutas picadas e suco de limão ou laranja

•Sours: à base de destilados, levam suco de limão, gelo e açúcar.

Equipamentos e utensílios

Cada equipamento utilizado no preparo dos drinques tem uma finalidade e uma forma de manuseio. Para realizar seu trabalho, de maneira segura e eficiente, o bartender deve estar familiarizado com suas ferramentas de trabalho, que estão relacionadas a seguir.

1. Coqueteleira ou shaker – nela são preparados os coquetéis batidos. Os ingredientes são colocadas dentro dela e depois é feita a agitação. O modelo clássico possui um coador acoplado, que facilita o trabalho na hora de despejar a bebida no copo.

2. Copo de bar ou mixing glass usado para preparar coquetéis mexidos.

3. Colher de barman ou bailarina colher de cabo longo, usada para medir os ingredientes e misturá-los.

4. Coador é um instrumento especial de barman, usado para coar o drink preparado no mixing glass, quando é despejado na taça para servir.

5. Medidor ou dosador  uma medida padrão para servir bebidas em doses.

6. Abridor de garrafas, vinhos e latas ferramenta obrigatória de garçons e de bartender.

7. Espremedor  serve para extrair suco de limão ou de laranja.

8. Balde de gelo  deve ser mantido cheio de gelo durante o trabalho, na bancada de preparo dos coquetéis.

9. Pinça de gelo.

10. Mexedores  colocados dentro do coquetel na hora de servir, e utilizados em alguns coquetéis montados como a caipirinha.

11. Pinça de uso geral  para pegar ingredientes e colocá-los no coquetel.

12. Tábua plástica.

13. Faca inoxidável.

14. Canudos

 

15. Bandeja redonda para serviço de bebidas.

Os acessórios normalmente utilizados em um bar são:

-jarras;

-tigelas;

-suportes para garrafa de vinho;

-porta-copos;

-porta-guardanapos;

-açucareiro;

-porta-condimentos;

-paliteiro; e

-saleiro.

 

 Referências

https://www.vidadeturista.com/artigos/bartender-profissao-turismo.html

https://chapiuski.com.br/barman-tudo-sobre-profissao/

https://cursos.escolaeducacao.com.br/artigo/profiss-o-bartender

https://bartenderstore.com.br/classificando-coqueteis-guia-pratico-de-tipos-de-drinks/