Assessoria de imprensa

O serviço de assessoria de imprensa, nos dias atuais, são de grande importância para todas as organizações, sejam elas públicas ou privadas, tendo em vista que nem sempre os dirigentes e responsáveis pelas organizações tem tempo ou mesmo estão em todos os lugares onde se faz necessário algum comunicado à imprensa. Parlelo a isso, temos hoje as redes sociais, onde os dirigentes podem também, através de poucos cliques ou com um curto video, atingir milhões de pessoas, de forma clara e cristalina, sem a intermediação de uma pessoa ou de várias, ou mesmo se pode fazer uma “mescla” de ambas as situações, como no caso do Presidente dos Estados Unidos ou do Presidente do Brasil, em que ambos usam e abusam das suas redes sociais e também de seus assessores de imprensa, não só para comentar assuntos as vezes do cotidiano deles como também para anunciar atos de Governo.

Mas afinal, o que é assessoria de imprensa?

Segundo o site comunique-se¹

Assessoria de imprensa é uma das atividades de comunicação corporativa que visa à conquista de mídia espontânea por meio do relacionamento entre marcas e jornalistas de veículos de comunicação. Entenda-se por mídia espontânea a menção positiva de uma marca em conteúdo de caráter editorial. A conquista de mídia espontânea pode ter como finalidade tanto menções edificantes à marca quanto o gerenciamento de menções negativas, como ocorre em crises envolvendo empresas.

A atividade de assessoria de imprensa está sob o guarda-chuva de “relações com a mídia”, cuja finalidade é, segundo o ensaísta Paul Graham, “manter o público informado acerca da missão, políticas e práticas da empresa de uma maneira positiva, consistente e com credibilidade”.

As marcas que podem se beneficiar do serviço de assessoria de imprensa pertencem normalmente a empresas privadas, públicas, sem fins lucrativos ou pessoas físicas. Elas podem criar equipes próprias para essa finalidade ou, então, contratar agências.

 

Assim, temos ao longo dos anos divrsos seguimentos que fizeram muito uso de um assessor ou de um depatamento de imprensa. Muitos inclusive em casos de Guerra, como na primeira e na segunda grande Guerra Mundial ²Durante a 1o Guerra Mundial (1914- 1918), o trabalho de assessoria de imprensa foi muito utilizado com o objetivo de arrecadar recursos financeiros e ressaltar o patriotismo. Já na 2o Guerra Mundial (1939-1945), “as atividades de assessoria de imprensa voltaram a ser muito utilizadas, acomodadas aos interesses autoritários das propagandas fascista e nazista”. (MAFEI, 2008: 34).

 

Assessoria de imprensa e assessoria de comunicação

Atualmente as empresas ou governos acabam englobando uma série de atividades e trabalhos em um mesmo setor, desde que estejam ligados a atividade de relacionamento com o público ou com a imprensa, conforme relata ainda o site comunique-se, onde explica a diferença entre assessoria de imprensa e assessoria de comunicação³: As agências e os departamentos de comunicação das empresas frequentemente classificam suas atividades como “assessoria de comunicação” — ou, simplesmente, Ascom — em vez de “assessoria de imprensa”. Como a própria denominação sugere, assessoria de comunicação é uma atividade mais ampla do que o relacionamento com jornalistas.

Num artigo publicado no Observatório da Imprensa e assinado pela jornalista Andreza Galiego, de Andradina (SP), a assessoria de comunicação é descrita como uma área mais ampla, que contém profissionais de habilidades variadas: Jornalismo, Publicidade, Relações Públicas e Marketing. Ainda que exista margem para descrições diferentes das características da Ascom, elas normalmente convergem para uma atividade mais abrangente do que assessoria de imprensa.

Em março de 2015, uma pesquisa realizada pela Tracto concluiu que “assessoria de imprensa não é mais a principal função das empresas que chamamos de assessorias de comunicação”. As atividades mais desempenhadas por agências, segundo o estudo, são:

  1. Desenvolvimento da estratégia;

  2. Atualização de redes sociais;

  3. Produção de conteúdo para canais digitais;

  4. Assessoria de imprensa.

 

Como foi comentado no inicio do artigo, atualmente muitas organizações contam com setores que cuidam da imagem da empresa, com os repórteres e com o publico em geral, e muitas delas ainda com as redes sociais que, definitivamente chegaram pra ficar, inclusive muitas empresas surgiram das próprias redes sociais, devido a grande aceitação no mercado Global. Uma dessas redes sociais, o Facebook por exemplo, tem como um de seus fundadores, um dos homens mais ricos do mundo, o bilionário Mark Zuckerberg, e isso acaba gerando uma ainda maior responsabilidades para os dirigentes, pois uma mensagem, seja ela de qualquer tamanho, pode atingir milhares, milhões oi bilhões de pessoas em todo o mundo, devido ao poder da internet, que hoje conecta todo o globo.

 

 

 

Bibliografia:

¹https://www.comunique-se.com.br/blog/o-que-e-assessoria-de-imprensa/ acessado em 28 de novembro de 2019

²https://cursosavante.com.br/cursos/pdf/1251-4873.pdf acessado em 28 de novembro de 2019