Conheça Seu Cão

Na rotina agitada em que vivemos, ter um animal de estimação é um enorme prazer, porém, em alguns casos eles ficam sozinhos por longos períodos do dia, sentem nossa falta por conta de uma viagem em que não podemos levá-los ou a própria personalidade deles faz com que tenhamos de recorrer ao adestramento de cães.

Como proceder com alguns acontecimentos

Como a maioria dos donos de animais de estimação sabe, é importante que o pet tenha uma rotina a ser seguida, além de praticar exercícios para gastar energia. Fora isto, a partir do momento em que trazemos para a nossa casa um cachorro, temos de ter a certeza de que iremos cuidar dele da melhor maneira possível, com carinho e amor, não somente com água e ração.

Para o treinamento de cachorros dar certo, você precisa saber detectar as causas dos problemas, já que sem essa percepção o adestramento não trará grandes resultados. Conheça alguns deles:

  • Filhotes tem curtos períodos de atenção quanto aos costumes, pois como dissemos, isto faz parte dessa fase da vida deles. Neste caso, fazer sessões de treinamento para cada comportamento pode ser algo breve, mas que refletirá na conduta dele quando adulto;
  • Se o seu cão tem o hábito de correr demais ou produzir solavancos nas caminhadas, tente usar coleiras que impedem isto. O adestramento de cachorro requer pulso firme no início, para que ele entenda quem está no comando, mas lembre-se: pulso firme não significa ser agressivo com o pet;
  • Lembre-se da regra dos três segundos: cães se conectam com as palavras, como “Bom garoto!”, “Boa menina!” ou “Parabéns!” de forma rápida. Por isso, não espere mais do que três segundos para fazer o elogio, pois a distração pode fazer com que ele confunda sobre o que está sendo parabenizado;
  • Se o seu pet é “beijoqueiro” ou “beijoqueira” e você não é fã disso, assim que ele tentar lamber o seu rosto o redirecione para outro comando, como “senta”, “deita” ou algo que ele goste de fazer, até que esta atitude seja esquecida. Caso persista, quando ele tentar lambê-lo levante-se e vá embora;
  • Mastigar é um comportamento natural dos cachorros. Então, se ele está comendo chinelos, pontas de móveis ou almofadas, o ideal para treinar o pet neste caso é oferecer brinquedos adequados para satisfazer esta necessidade. Muitos deles promovem a saúde oral e estagnam os momentos de ausência dos donos, fazendo com que você evite o estresse e o tédio nele;
  • Não desista! Insistência e, principalmente, paciência são dois componentes especiais na hora de buscar um treinamento de cachorro bem-sucedido, criando nele os hábitos desejados.

Qual o momento de procurar um adestramento de cães profissional?

Nem sempre dizer “não pode” ou mostrar insatisfação com a atitude do pet resultam nos efeitos desejados. Por isso, é preciso ponderar a situação e verificar se um tratamento específico possa ser a melhor alternativa a se tomada.

Por exemplo: seu cachorro rosna para estranhos? Isto mostra que ele é desconfortável com alguma coisa e, infelizmente, muitas vezes não temos como descobrir a causa. Então, para não afugentar as pessoas da sua casa ou ter de prendê-lo cada vez que alguém chegar, procure a ajuda de um treinador de cães.

É importante salientar que cada fase do pet requer um tipo de adestramento de cães, pois assim como as pessoas, quando filhotes eles possuem hábitos infantis, que somem com o passar dos meses. Entretanto, começar a treinar o seu pet nesse período pode ser primordial para que ele seja um cachorro mais obediente quanto ficar mais velho.

Rodrigo da Silva Garcia

Arapongas - PR
Guarda Municipal, trabalha com segurança pública a mais de 10 anos e possui formação em Administração.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *