Sistema de Monitoramento Eletrônico/CFTV

Na área de sistemas de monitoramento e segurança eletrônica, CFTV é a sigla utilizada para Circuito Fechado de TV, que teve origem na sigla em inglês para o mesmo serviço, o CCTV (Closed Circuit Television).

 Na prática o Circuito Fechado de TV nada mais é do que um sistema de monitoramento interno, realizado através de câmeras distribuídas e conectadas a um sistema central, que disponibiliza as imagens de diversas maneiras, assim como realiza a gravação desses registros.

O CFTV é utilizado principalmente para monitoramento e vigilância, visando registrar incidentes de segurança, vandalismo, comportamento indevido e diversas outras ocorrências.

No entanto vem sendo muito utilizado também para outros fins, como monitoramento viário, para fins ambientais, comportamentais, segurança do trabalho, entre outros.

Equipamentos mais usados no monitoramento

Dentre os diversos equipamentos, os mais usados são as câmeras de segurança, portarias eletrônicas, biometrias e controles de acesso. Entenda sobre as câmeras:

Câmeras

Responsáveis por captar imagens com suas lentes, alguns de seus modelos mais comuns são

Bullet

Também conhecida como canhão, é indicada para instalação em postes e parede, onde não há acesso constante.

Sistemas de monitoramento de câmeras

Speed Dome

Possui movimentação para esquerda, direita, cima e baixo. Podem mudar a direção e o zoom automaticamente e por isso, possuem um valor um pouco mais acima das tradicionais.

Dome

É mais indicada para instalação em teto ou parede, posicionada numa altura que seja fácil mudar a direção da lente. Alguns modelos possuem uma cápsula interna que impede que saibam onde ela está direcionada.

Mini-câmera

São discretas, por isso recomenda-se o uso seja em lugares mais compactos. Por ser muito pequena, não há muita liberdade para deslocação de lente, pois possuem foco fixo.

Lentes

É aqui onde a ‘mágica’ acontece. A lente é a responsável por captar a luz e convergir ao CCD.

O CCD(Charge Coupled Device): são os sensores que fazem o recebimento de luz, assemelha-se muito ao filme de uma máquina fotográfica, não pelo fato de poder ser visto, revisto e apagado, mas sim pelo ciclo de leituras rápidas atuar como o de uma filmadora. O ciclo repete cerca de 60 vezes por segundo.

Além disso, as lentes proporcionam um campo de visão adequado, controlam a quantidade de luz no CCD e focalizam a luz retida no CCD.

Obturador Eletrônico

É muito importante para a qualidade geral da imagem, principalmente em ambientes claros.

Além de o obturador eletrônico ajudar na redução de luz, também ajuda a melhorar a qualidade de imagens em movimento, proporcionando imagens mais nítidas e detalhadas e diminuindo o tempo do CCD de aquisição de imagens.

A função do sistema de monitoramento de câmeras

Para um sistema de monitoramento de câmeras funcionar, é necessário de um software de CFTV e monitoramento, analógico ou digital. É necessário para que se calcule a lente, largura de banda, armazenamento, controle de speed dome, configuração de gravação, configuração encode, configuração das câmeras, etc.

O CFTV Digital possui uma qualidade superior ao Analógico. Por esse motivo, ainda não foi barateado e não é muito usado por PMEs. Sua qualidade de imagem é muito superior e atinge uma resolução de 2592 x 1944 através das câmeras IP, proporcionando reconhecimento facial, tratamento e edição de imagens, entre outros.

Já o CFTV Analógico, como o nome sugere, utiliza câmeras analógicas, é precedente ao Digital. Ainda assim continua com grande espaço no mercado, pois além do preço mais acessível, também possui qualidade.

Benefícios com um sistema de monitoramento de câmeras

Acesso fácil e rápido

Você pode visualizar os vídeos de todas as câmeras ao vivo em qualquer dispositivo, tanto notebook, pc, como celulares e tablets, onde quer que você esteja, contanto que tenha internet.

Para realizar a visualização remota, basta digitar o endereço IP de sua câmera de segurança em seu navegador de internet, como se fosse um website, ou utilizar aplicativos e Apps específicos de cada fabricante.

Para facilitar, o acesso pode ser feito através de DDNS (Sistema de Nomes de Domínios Dinâmicos) e encaminhamento de porta.

Depois de configurar o DDNS e o encaminhamento de porta, e obter um endereço para assistir on-line, você poderá então começar a experiência de assistir o seu sistema de monitoramento de câmeras de um local remoto.

Estas câmeras são tipicamente compatíveis com uma ampla gama de navegadores web, mas vale a pena notar o ideal é usar os navegadores indicados pelo fabricante.

Melhoria na administração

O acesso através de diversos dispositivos e em qualquer lugar do mundo facilitam a administração dos ambientes mesmo que remotamente.

No ambiente empresarial, ajuda os gestores a terem maior controle mesmo em Home Office ou viagens.

Para isso, ter um parceiro que instale todos os recursos, como DDNS, NAT(Port Forward) e mantenha as configurações e updates (firmware) corretos e atualizados são de extrema importância.

Proteção e segurança

Só de notar que um ambiente está sendo monitorado, um criminoso pensaria duas vezes antes de tentar algo, pois significa que o risco de ele ser pego é muito maior.

Além de as imagens poderem ser consultadas a qualquer momento para análise de ocorrência, você poderá reunir provas para as autoridades caso seja necessário.

Esses são apenas alguns dos benefícios mais comuns em se instalar um sistema de CFTV.

Vale lembrar que é importante, principalmente no ambiente corporativo, que se avise que o ambiente é monitorado, seguindo as indicações da legislação em que sua empresa se enquadre.

Monitoramento eletrônico de residências

Uma empresa de Monitoramento Eletrônico de Residências oferece serviços de alarme e monitoramento nos domicílios ou empresas 24h por dia. Usando circuitos fechados de TV, alarmes, sistemas de comunicação integrados, etc.

O ser humano busca constantemente meios e instrumentos para manter-se em segurança. O foco de proteção continua sendo a família, o território (casa) e as posses.

Entre as vertentes do mercado de segurança existe a segurança eletrônica, que abrange principalmente tecnologia em circuitos fechados de televisão, alarmes, cercas elétricas e rastreadores. O mercado de segurança eletrônica pode ser dividido em duas grandes áreas: mercado corporativo, que é formado por empresas e instituições financeiras e varejo, que é voltado aos consumidores finais.

Andrew Aleksander Ribeiro Paiva

Cuiabá - MT

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *